sexta-feira, 19 de junho de 2009

Gatos: Por que escolhe-los?

[Outro post fugindo do assunto, mas aposto que vale a pena ler!]


Nada contra cães. Amamos muito eles, mas os gatos merecem seu espaço também. Afinal, são inteligentes, lindos, limpos e silenciosos!

Está na hora de alguns tabus sobre gatos serem derrubados.
Essa história de que gato é traiçoeiro, é a mais pura mentira. Eles em geral são dóceis, não te arranham/mordem sem nenhum motivo. Você precisa parecer ameaçador para um gato pra que ele te faça alguma coisa. Mas ele vai preferir fugir do que arranhar alguém.
Outro tabu é sobre eles gostarem mais da casa do que dos donos. Isso não é verdade, eles apenas se acham os donos da casa, do quarteirão, do bairro. Mas isso não significa que ele não te considere amigo dele. Gatos são diferentes de cachorros por serem independentes. Então seu gato não é um bebê. Ele é seu amigo. Pode parecer ruim a independência de um gato, mas pensa que maravilhoso, a pessoa passa o dia todo no trabalho, enquanto seu gatinho está em casa dormindo na almofada. Ele não vai comer seus sapatos favoritos e nem fazer escândalo e incomodar os vizinhos.

Com certeza uma das principais vantagens de ter um felino é a higiene deles. Em geral aprendem com facilidade a usar a caixinha com areia, que absorve muito bem o odor de suas fezes e urina, deixando a sua casa livre de odores. Fora que o gato faz a sua propria toalete, portanto, não cheiram mal.

Apenas lembre-se que:

-Gatos gostam de arranhar coisas. Mais do que isso, eles concentram "informações" em suas glândulas sudoríparas que ficam nas patas, então o arranhar é, digamos, uma espécie de comunicação felina. Uma das maneiras de se livrar desse problema é comprando arranhadores próprios e cobrindo móveis que eles não devem arranhar, tipo capas em sofás. Aparar as unhas também ajuda. (Obs: Existe uma cirurgia que corta o nervo que faz o gato expor as unhas, mas isso é um crime, é tão absurdo quanto uma cirurgia de extrair as cordas vocais. Se não dá pra conviver com alguns arranhões no sofá, compre um aquário.)

- Eles são animais extremamente curiosos. Exóticos. Adoram entrar em caixas, escalar móveis, conferir cada cantinho da casa e cada novidade dela. Prepare-se para gatos bebendo água na pia, dormindo no seu armário, e até mesmo a perda momentânea deles. Na verdade, acho essa característica divertida. Geralmente rende imagens divertidas dos esconderijos dos bichanos.

- As brigas entre os gatos da casa são por território: Mesmo que seja um quarto, um pedaço da sala, etc. Não são graves. Fique tranquilo, eles mais gritam do que se machucam. É algo mais verbal do que fight mesmo. Até nisso são civilizados!

-Gatas entram no cio de 2 em 2 meses. Cada cio pode gerar até 4 ou 5 filhotes, e elas entram no cio mesmo amamentando seus filhotes. Uma gatinha entra no cio com 6 meses de idade. Se for calcular o número de filhotes que uma gata tem a vida toda, dá um número altíssimo.
POR FAVOR, tenham consciência de NÃO abandonar os filhotinhos e nem mata-los, mas também não transformar sua casa em um gatil...portanto, castrem seus animais, é a melhor solução até para eles mesmos. Não é um sofrimento, se feito antes de 1 ano, previne tumor de mama (isso também vale para cães).

*Enfim, eu não sei se consigo resumir o quanto é bom ter gato. Mas posso dizer com uma única coisa: tenho 5. São animais tranquilos, ficam no canto deles, e não perturbam quando você não está a fim. Ao mesmo tempo, são carinhosos, afetuosos, se comunicam com seus donos de uma maneira que só quem tem gato sabe.
Minha princesinha sempre está enxugando minhas lágrimas com seu pelo felpudo, se esfregando em mim quando estou triste. É o amor incondicional mais lindo do mundo. Quando a minha mãe está doente, de cama, mais uma fica de cama com ela, a gatinha dela, que não sai do seu lado enquanto ela não melhora. São animais mágicos, e pelo menos na minha opinião, são sempre lindos, mesmo sem raça. É uma das minhas maiores paixões, ter gatos, cuidar de gatos, "falar" com gatos na rua!

Adote já o seu! ;)

Minha coisa linda *-*
Estava abandonada e machucada, quando me encantei por ela e a adotei. (e ela nem era linda assim!)

5 comentários:

ninne disse...

Poooxa, minha gatinha morreu em 2007, com 19 anos.. e até hoje eu não adotei outra |:

meu pai não deixaa ! =/

Raki. disse...

vou ter um treco quando meus gatos morrerem D:

enıgma disse...

em 4 meses de gato, eu ja passei por tudo aquilo do 6º parágrafo! adhahdausdhadue outro dia fiquei louca atrás dele chamando e nada, achei que ele tinha fugido. De repente ele aparece do nada com a cara mais cínica do mundo!

a minha nova experiência com gatos está sendo incrível... nunca tive pq tenho alergia, pq minha cachorra tem ódio mortal e pq sempre tive receio. Mas na noite em que eu andava na rua e encontrei aquela coisinha pequena, pulguenta, com um olho inflamado que não abria e miava no mute... eu tive que levar pra casa e APERTAR, APERTAR E APERTAR *______*

kelly disse...

pois é gatz, vim visitar vc e clicar nas propagandas no intervalo entre estudar e estudar ^^

Anônimo disse...

Eu tenho um gato muito lindo é muito carinhoso de manha as 9:30 por ai ele começa a beijar eu e a minh mãe é a coisa mais linda do mundo inteiro !